FESTIVAL SARARÁ DIGITAL

#OMundoSarará: numa realidade excepcional de isolamento, o #FestivalDeSentir inova numa edição digital com interações em plataforma exclusiva

Não queríamos fazer apenas mais uma live. Formatamos um festival gravado no gramado no Mineirão, sem público, transmitido via youtube pro mundo, com interações digitais de quem acredita e constrói a #EnergiaSarará junto com a gente!

Em 29 de agosto de 2020, rolou a edição digital do Sarará. A data e o lugar já estavam marcados pra uma edição com público presente – um cenário simbólico, marcando um momento tão forte em que o mundo fez uma pausa.

Desenvolvemos toda a experiência sob o enunciando #OMundoSarará. Dizemos que o mundo Sarará porque temos consciência do momento difícil e marcante que a humanidade está vivendo — e sabemos que isso vai passar. Além disso, ao pensar uma ação interativa, criamos um universo digital para que essa energia pudesse reverberar e envolver a todos na atmosfera única do festival, do mundo Sarará.

Cumprindo todos os cuidados necessários e com equipe extremamente reduzida, o Mineirão se dilatou e alcançou nosso público, onde quer que estivesse.

Com um festival digital pensado daqui pros quatro cantos do mundo, exaltamos o que é produzido em Belo Horizonte em todas as frentes de arte: música — da alternativa ao mainstream —, pintura, grafite, dança, teatro. Porque a nossa cena é cabulosa por ser tudo isso junto.

A Linn da Quebrada, como apresentadora, representou toda essa potência, integrando o ideal de diversidade que buscamos. No palco, montado no gramado do estádio, recebemos um time pesado: Lagum, Rosa Neon, Fenda, Karol Conka, Coyote Beatz, Hot e Oreia, Black Alien, Iza Sabino, Djonga e Sidoka. Os coletivos Lá da Favelinha e 101Ø somaram manifestações artísticas plurais com o funk e o techno.

Nossa plataforma virtual foi parte significativa da experiência. Durante o festival, por meio do mapa, o público passeou pelo Palco Sarará (transmissão via youtube), Camarim (espaço onde artistas realizaram video-chamadas com fãs), Espaço Conectar (sala de chat por vídeo e texto), Tenda Despertar (festa online do coletivo de techno 101Ø), Salarica e Bar (delivery de variedades de comida e bebida) e outros espaços de ativação de marcas, photo opportunity e até um “museu” do Sarará. Pra navegar e conferir um pouco do que foi, o site continua no ar: https://www.festivalsarara.com.br/

A força-tarefa em tempo curto só foi possível por muitas pessoas e marcas cujo propósito é reverberar o poder da música e celebrar os encontros, ainda que virtuais, por ora. A realização em parceria com a Híbrido, o patrocínio de Devassa e Natura Musical e o apoio de Sympla e AutoTruck viabilizaram um dos maiores desafios com os quais lidamos na indústria do entretenimento.

Trabalhando resistência, reconstrução e pertencimento, nos reinventamos pra movimentar a #EnergiaSarará e mantermos viva a memória que fica: #FestivalDeSentir também é #FestivalDeCuidar, e botamos fé que #OMundoSarará porque acreditamos no poder do coletivo. Os abraços estão guardados pra 2021!

Os ingressos do #Sarará2021 já estão disponíveis! Você acessa neste link.

#Cultura #Festivais #FestivalSarará

Ativação de marcas no Sarará 2020: relacionamento e criatividade

#OMUNDOSARARÁ |Inserção de marcas na cenografia do Festival Sarará 2020.
Foto: Bruno Figueiredo

O Festival e as marcas 

Não se faz um festival sem apoiadores. Construir uma experiência marcante, especialmente no #FestivalDeSentir, é um desafio de inovação e planejamento. Esta edição contou com o suporte de marcas que consumimos, admiramos e que estão alinhadas com os valores que o Sarará promove: respeito à pluralidade, celebração da brasilidade e grandes encontros. 

São elas: Devassa, Natura, Sympla, Red Bull e AutoTruck.

As “ativações de marca” são introduções das marcas parceiras na ação como um todo. São as formas de apresentar pro nosso público os propósitos de cada uma e o sentido de estarem conosco. O Festival Sarará se preocupa em criar experiências que façam sentido para o público e gerem conexão entre propósito da marca e potencial consumidor.

Depois de muita troca de ideia e definição de planejamentos estratégicos, as marcas são inseridas em momentos e espaços pontuais. No Sarará Digital, elas se fizeram presentes das seguintes formas:

Presskit enviado para influenciadoras e influenciadores

Ações criativas para ativação

A Devassa também teve sua própria representação do mapa do festival. A Rádio Devassa Tropical Transforma teve sua própria localização virtual, assim como foi na edição do ano passado, presencial. Ao navegar pelo espaço, o público foi sintonizado com o que está rolando na cena nacional por meio de conteúdos em vídeo, playlists e podcasts. A página também contou com um botão que direcionava o público para o Bar, onde as pessoas podiam pedir a cerveja e receber em casa. A Devassa também se fez presente por meio de vídeo da marca durante a transmissão. Ao glorificar a música e a cultura tropical brasileira e celebrar a criatividade transformadora do brasileiro, a Devassa é uma grande parceira na missão de impulsionar o entretenimento cultural.

Post exclusivo para Devassa no feed do Sarará

O Espaço Natura Musical, a plataforma de cultura da Natura, conta com materiais sobre artistas e projetos apoiados pela marca, no formato de texto, vídeos e playlists. Nas redes do Sarará, produzimos um vídeo em que o coletivo Fenda apresenta os produtos da linha Faces em uma linguagem nativo-digital, simulando uma chamada de vídeo. Ao buscar se conectar com a música que celebra a liberdade e a diversidade que cria um mundo mais bonito, Natura tem tudo a ver com Sarará.

Post exclusivo para Natura Musical no feed do Sarará

A Sympla viabilizou uma das ações mais divertidas dessa edição: artistas puderam “receber” fãs em seus camarins, por meio de chamadas de vídeo via Sympla Streaming. Algumas pessoas foram sorteadas pra ter este “encontro”, mas todo o público pode visitar este espaço, conferir as chamadas, um vídeo de boas-vindas ao Camarim e deixar recados para suas atrações favoritas. Um dos maiores propósitos do Sarará é promover encontros emocionantes e é por isso que essa ativação com a Sympla faz tanto sentido.

Lagum durante a chama de vídeo com fã na ação Sympla+Sarará te levam pro Camarim

A Red Bull assinou nossa ação de photo opportunity, a “cabine de fotos” do nosso mapa virtual. Muitas pessoas se divertiram registrando a experiência única de estar em um festival digital, replicando espontaneamente as fotos em estilo polaróide em suas próprias redes.

Registros do público por meio de photo opportunity, ação apoiada pela Red Bull

Sobre o impacto

Ao conseguir introduzir o conceito da marca de maneira eficiente, o Festival atua diretamente na relação dela com o público, tornando-a presente e memorável. Articular essas relações é muito importante na construção da identidade e dos propósitos das empresas, além de, claro, impactar significativamente as vendas.

Números relevantes sobre o Festival Sarará 2020 que tornam ainda mais interessantes essas parcerias: 

  1. No Instagram, contabilizamos 1.301.154 de impressões nas publicações relativas ao Festival.
  2. No Twitter, chegamos ao 15º lugar nos trending topics do Brasil com a hashtag #FestivalSarará.
  3. No Youtube, #OMundoSarará, vídeo do nosso festival na íntegra, contabiliza aproximadamente 100 mil visualizações.

Muitas mãos fazem o #FestivalDeSentir. Ter marcas parceiras nessa jornada enriquece em muito a experiência final! Agradecemos Devassa, Natura, Sympla, AutoTruck e Red Bull pela confiança e entrega total no processo de criação, pelo apoio em reverberar ideias de diversidade e cultura. Vamos juntas!

#Cultura #Festivais #FestivalSarará

Manifesto Sarará

Manifesto Sarará

Somos um festival de S E N T I R.

No processo de construção desse festival, nossas ações se guiam — e atravessam, constroem, vibram — por um caminho: SENTIR para DESPERTAR para ACEITAR para CONVIVER para EVOLUIR para SENTIR

Se em 6 edições, já falamos sobre amor (2014), respeito (2015), intolerância (2016), celebração (2016), o exercício de tirar nossas máscaras (2018) e empatia (2019), é mais fácil colocar tudo isso em atividade se conhecemos bem a nós mesmas.

Autoconhecimento passa pela ideia de aceitação: quando a gente se entende, a gente pode se permitir. Pode se respeitar.

O processo pode começar quando percebemos que é preciso entender o que se é e, então, o que é preciso mudar a partir daí. Aprender sobre a nossa dor e enfrentá-la, frente a frente. Para lidar com a dor e os aprendizados das outras pessoas também.

Como festival, promovemos mais do que um encontro. Estamos produzindo uma celebração da multiplicidade — uma experiência de entender, refletir, acolher, conectar e conviver. Nesse processo, convivemos com as diferenças, com nossos pontos de semelhança com outras pessoas e grupos, com nossas próprias imperfeições.

Sarará é uma ideia de valorização e liberdade de GENTE, em toda a sua complexidade. Uma experiência de união de sentidos entre público, produção e arte. De conexão entre pessoas com todos os credos, de várias cores, com todas as orientações sexuais e com vivências e perspectivas múltiplas.

Nossa principal via de conexão é a música e, no processo de construção de Sarará, encontramos formas de entender e viabilizar caminhos de união a partir do respeito pelo diferente e da consagração da diversidade.

Ao refletir sobre autoconhecimento, entendemos melhor sobre como e porque viver em sociedade. Sobre os caminhos para nos relacionarmos com o mundo.

Afinal, precisamos seguir em [r]evolução.

Aqui continua a Energia Sarará.
É hora de viver um mergulho em um festival de sentir!

#Cultura #Festivais